19.10.12

Inverno

O Inverno não evita o coração aos sobressaltos nem a essência da paixão pelos pequenos pormenores. Os dedos enrijecem com o frio e os dias ficam mais curtos. A caneca quente, o cheiro a cappuccino, a bebida a reconfortar o peito. Ele sabe qual a música que ouves e onde preferes que te beijem. Ele sabe a intensidade com que o amas e com a descrição que o fazes. Ele conhece te recatadamente, sabe o melhor de ti. Os cobertores já são mais de dois na cama mas a cama ainda so está para um. Os sorrisos não custam nada, vindo de conversas com ele são até constantes. Não há nada mais fácil. Todos os dias me preparo para o esperar, ao virar da esquina.