2.1.12

Elefante

Com uma sensibilidade de elefante numa loja de porcelanas deixei partir a fragilidade do amor.

4 comentários:

  1. gostei bastante! fique com Deus. beeeijos *-*

    ResponderEliminar
  2. Como me sinto ridícula ao dizer-te isto com tanta ferocidade mas: ESTÁ BRILHANTE! MAL VI, TIVE LOGO DE VIR COMENTAR, ADOREI.
    Estas frases, estes teus textinhos, parece que vêm do ar, do nada, eu nem sei explicar, mais este caiu com força na minha linha de visão e adorei.
    Obrigada por escreveres, a sério.

    ResponderEliminar
  3. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.