30.7.11

Chegada

Já falta pouco, muito pouco. E eu bem sei que andas a pensar em cada pormenor da minha chegada, em cada linha dos nossos beijos, em cada olhar apaixonante, em cada segundo que vai matar os anos perdidos. Por isso, podes continuar a imaginar-me ai porque chegarei entretanto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.