15.6.11

Mar

O mar nunca foi amigo do homem. Foi mas é cumplice da inquietude humana

3 comentários:

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.