1.2.11

Verdadeira

Agarraste-me no olhar, disseste me "isto é que é um beijo verdadeiro" e assim humedeceste os meus lábios com os teus por vários segundos. Voltei a dizer-te que não era tua apenas para não te cair nos braços, lutando versus a gravidade. Nesta corda bamba e com gesto teu irresistível um dia vou descambar sem olhar a consequências. Nisto sempre perguntando, porque não? E nisso serei igualmente verdadeira. 

8 comentários:

  1. Sempre incrível, adoreii! *

    ResponderEliminar
  2. tá mesmo demais o teu blogue. adorei mais uma vez*

    ResponderEliminar
  3. um beijo verdadeiro, hmm :)

    ResponderEliminar
  4. é uma verdadeira perdição vir aqui ler isto, e principalmente quando nos agarram assim com o olhar *

    ResponderEliminar
  5. eu adoro o teu blog desde o primeiro dia em que aqui entrei.

    ResponderEliminar
  6. Se nao te deixares ir, nao saberas nc se dará certo ou nao...
    Beijinho. Adorei o post*

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.