10.1.11

Aos bocadinhos

Pior que a morte tirar-nos algo que amamos é esse algo partir por livre vontade. A morte não te tirou a tua vida, mas a mim a tua partida saboreia-se a morte. O vazio do teu amor é o absoluto nada, e para mim, já não te sentir aqui bem de perto é sentir o corpo enregelar, o frio de morte. 
Nós, mulheres, somos de uma atmosfera mental muito complexa, pior que a álgebra e a química juntas entrelaçadas numa bola de lã. Conseguimos sempre dramatizar os sentimentos, e porquê? Porque o amor é a felicidade e com a ausência dela morre-se, aos bocadinhos.

11 comentários:

  1. Oh, escreves tão bem $: é verdade tudo o que dizes, infelizmente :x

    ResponderEliminar
  2. É tão verdade o que escreves , gostei muito.

    ResponderEliminar
  3. nós mulheres.. só complicamos mas é. diria até q conseguimos ser valentes burras, mas isso parte de cada uma nué? n gostava de te ver morrer aos bocadinhos, só tás a somar-te a essas "tais"
    *

    ResponderEliminar
  4. adorei e concorco absolutamente contigo (:

    ResponderEliminar
  5. reage.. reagir é dos maiores problemas da mulher. ou melhor, não saber reagir.

    ResponderEliminar
  6. Catarina Oliveirajaneiro 12, 2011

    Tipo, Mariana escreves tão bem! És das melhores. Beijinho, Catarina Oliveira

    ResponderEliminar
  7. agradecia que levasses o género de selo e as perguntinhas pf (: se não o encontrares na pagina inicial, vai à pagina dos selos e é o segundo, a seguir ao selo oficial e as perguntas estão por baixo. (:

    ResponderEliminar
  8. Nós mulheres temos por natureza dramatizar tudo, porém há que mudar tal coisa com o passar do tempo. E quando o amor morre há que saber como plantar outra vez <3

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.