5.12.10

Vil

Fintar as leis da gravidade é a essência da minha ironia. Foram risos maléficos espontâneos que fluíram enquanto a revolta ardia em ódio e te ditava todas as verdades à cara. Naquele momento, se te tivesse a engolir sapos pela guela a baixo juro que me auto-titulava de Cruela de ViL. Acredita, deu-me bastante gozo! 

9 comentários:

  1. muito obrigada querida,
    ja publiquei o fim, se depois quiseres ir ver (:

    ResponderEliminar
  2. adoro o teu blog

    e este post esta um maximo :)

    ResponderEliminar
  3. sabe bem, nao sabe? adoro a tua escrita marie*

    ResponderEliminar
  4. Lindo Marie, gostei mesmo muito. Nada melhor do que dizer tudo o que se quer duma vez por todas.

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.