18.7.10

Without light


Desliguei as luzes e deixei-me ficar por momentos, hesitante, às escuras. Inclinei-me, e repousei a cabeça sobre os joelhos. Fechei os olhos e obriguei-me a enfrentar a questão. Com a tão prolonga inércia de luz, só assim é que as coisas se aspergem-se dos meus pés à cabeça, só assim é que as coisas se derramam com clareza de encontrar respostas perdidas. Sussurrando ruidosamente oiço o meu  sangue a passar nas curvas apertadas do meu coração, despertando-o em batidas aceleradas. Debatera-me com a dúvida durante todos os santos dias, ficara-me no íntimo, firmemente agarrada como ervas daninhas. Uma só partícula de cepticismo e ressentimento alcançou-me em tamanhas proporções. De onde vinha a dúvida, se não de uma imaginação cansada pelo tempo? De onde vinha a curiosidade, de querer saber de ti, que me espicaça desassossegadamente? Conformo-me que deves continuar na tua vida desleixada, aguda e inconfundível.E assim os tremores diminuíram, a enorme ansiedade passou-me. Nada. Nada. Nada. Ele é me indiferente. Protesta o meu íntimo.
Sem luz a cabeça perde-se nas suas próprias manhas.

17 comentários:

  1. desculpa.
    eu vou meter então aspas. gostei sinceramente de como escreves.
    desculpa mais uma vez. foi numa questão de te lisonjiar. Desculpa mais uma vez.

    ResponderEliminar
  2. "De onde vinha a dúvida, se não de uma imaginação cansada pelo tempo? De onde vinha a curiosidade, de querer saber de ti, que me espicaça desassossegadamente?" Temos sempre tantas questões :$

    ResponderEliminar
  3. escreves lindamente. fiquei sem palavras, confesso .

    ResponderEliminar
  4. obrigada, tentei, mas sinceramente foi em vão. os comentários não apareceram ;s
    e agradeço igualmente por me seguires. fiz o mesmo (;

    ResponderEliminar
  5. Obrigada **
    Tens de ver o filme. (: Vais gostar!

    ResponderEliminar
  6. aquela música é das mlehores que existe <3

    ResponderEliminar
  7. Obrigada. **
    Estudo Engenharia de Redes e Sistemas Informáticos. :D

    ResponderEliminar
  8. é dificil , porque depois de tanto tempo de tanto tempo juntas ela foi-se embora sem despedidas , sem me dizer 'amo-te melhor amiga' uma última vez . vou acreditando que só o tempo cura as feridas mais profundas .

    ResponderEliminar
  9. Escreves tão bem *-* Gostei muito de ler o texto!
    As nossas questões são muitas e à maior parte delas não temos respostas, mas isso acontece a toda a gente, mais tarde ou mais cedo as respostas aparecem (:

    ResponderEliminar
  10. escreves maravilhosamente bem. *

    ResponderEliminar
  11. aii o teu blog está mesmo giro.
    Obrigada querida. Ele é novinho não percebe ainda muito bem :)

    ResponderEliminar
  12. haha, é que é mesmo verdade xb
    Gostei do blog (;

    ResponderEliminar
  13. obrigada (: acredita que me sinto privilegiada por me dizeres que está fantástico.
    escreves maravilhosamente, sabes bem <3

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.