2.7.10

Sleep

Ao passar os minutos, a dor de cabeça tem vindo a subir de nível de estragos físicos e psíquicos. 
Tenho horas de sono em atraso, por tua culpa ou minha, sinceramente nem sei. Agora deve ser teu hábito ou rotina vires para dentro da minha cabeça, presenteares as minhas noites com verdadeiras histórias diabólicas de pesadelos demasiados perfeitos. E todas essas vezes o ar escasseia, a força enfraquece e rebento num grito de aflição. Então abro os olhos, vejo que estou sentada e que a minha pulsação daria cabo de um aparelho medidor de tensão. E a escuridão que me refugia é o espelho da minha alma, com estado vazio e assombrado.
Não venhas mais dormir para dentro da minha cabeça, vem para dentro da minha cama dormir sob o meu toque.

23 comentários:

  1. "Não venhas mais dormir para dentro da minha cabeça, vem para dentro da minha cama dormir sob o meu toque." que delicadeza :$
    texto tão bonito!

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso :)

    Em relaçao ao meu post...
    Obrigada e ainda bem que gostas-te querida :)

    ResponderEliminar
  3. obrigada querida*
    "Não venhas mais dormir para dentro da minha cabeça, vem para dentro da minha cama dormir sob o meu toque." estou sem palavras! lindo lindo lindo**

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Marie. gosto do teu blog. ;)

    ResponderEliminar
  5. Texto LINDO, e como eu te compreendo...

    ResponderEliminar
  6. Ainda é cedo para pensar em sucesso , para já só nos queremos divertir :b

    ResponderEliminar
  7. Tenho um selo novo no meu blog , oferecido pela Alexandra e decidi retribui-lo a este blog e a mais alguns . É só clicares no terceiro selo que está no meu blog e seguires as regras (:

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito o blog , já estou a seguir (:

    ResponderEliminar
  9. tu queres um assim , eu tenho um e não sei o que fazer. ou melhor , não sei se o medo não vai dar cabo de tudo , :( .

    ResponderEliminar
  10. Não é preciso exagerar querida :')

    ResponderEliminar
  11. belo post. A última frase, linda!

    ResponderEliminar
  12. obrigada querida, gostei imenso do teu post :)

    ResponderEliminar
  13. está sentido :) gostei Marie*

    ResponderEliminar
  14. É demasiado tarde porque o mal está feito. Trata-se da família, dos sentimentos que são transmitidos. É tarde porque agora já não se pode fazer nada para inverter o passado :s

    ResponderEliminar
  15. "a escuridão que me refugia é o espelho da minha alma, com estado vazio e assombrado."

    adorei...

    beiijo,
    *.*

    ResponderEliminar
  16. Gostei muito, vou seguir ;)

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.