30.3.10

Mensagem sem resposta

"A covardia tomou conta de mim e não houve coragem suficiente para te ligar, ouvir a tua voz e dizer-te o que ainda predomina. Nunca nenhuma data possuiu tantas recordações, tanta dor, tanto desejo e tanta saudade de te ter, aqui, por perto. Por mais que procure e que tente ninguém te substitui, ninguém possui o que tu causas em mim. Não vale a pena prometer a mim mesma para desistir de ti, a promessa será sempre quebrada. Pedir-te para ficares comigo seria um pedido em vão como amar-te está a ser. Lamento a persistência, lamento a eloquência, mas para mim é impossível que este dia me passe em branco sem dizer-te tudo isto. Amar-te sempre@"

29 de Março de 2010

2 comentários:

  1. -CatarinaOliveiraabril 01, 2010

    Mariana, tens noção de que escreves maravilhosamente bem?Continua assim, «3
    (CateeOliveira')

    ResponderEliminar
  2. ta demais o teu blog +.+
    Joao Frazao

    ResponderEliminar

Deixa o teu primeiro impulso deslizar pelos os dedos.